Icon Favoritos
Seu carrinho está vazio :(

Dicas

Guia definitivo para não matar suas plantas de interiores.

Publicado em 25.06.2022 |
Visualizacoes
124 visualizações


Que atire a primeira quem nunca “matou” uma planta, seja pelo excesso, seja pela falta de zelo.

Há histórias hilárias por aí de gente que inclusive fez a proeza de deixar cactos morrerem, mas isso a gente deixa pra falar um outro dia...

A verdade é que são poucos aqueles que passam pela fase de iniciação à jardinagem sem antes cometer algum “planticídio”, digamos assim.

Para que esse tipo de coisa não ocorra com você (ou ao menos não ocorra mais) prossiga com a leitura e veja valiosas orientações sobre como não matar suas plantas de interiores no futuro.

Uma vez que você implemente tudo o que dissermos aqui verá como é bom ter sua casa cheia de plantas lindas e uma conexão doméstica com a natureza que produz bem-estar.

Falta de luz para plantas de interiores é um caso sério.

plantas de interiores prego e martelo decor

Um dos principais problemas com as plantas de interiores e as faz parecer tristes, murchas, abatidas é a falta de luz suficiente.

Obviamente claro, há exceções, espécies de plantas, variedades que não carecem de tanta iluminação, mas como regra geral suas plantas ficarão felizes perto da janela, mas sem sol direto, que pode queimar suas folhas.

A quantidade de luz solar em um ambiente muda dependendo da época do ano, lembre-se disso, caso seja necessário mover uma planta e realocá-la em um local com iluminação mais apropriada.

>> Saiba mais: Plantas: como escolher e onde colocar

Excesso de água nas plantas de interiores: não afogue sua florzinha!

plantas de interiores prego e martelo agua

Como regra geral, as plantas irão acusá-lo mais se você ultrapassar a frequência de rega do que o contrário, portanto, tome cuidado para não exagerar.

Além disso, a frequência de irrigação deve sempre ser adaptada à estação do ano, apesar de estarem dentro de casa perceberem as mudanças menos do que as plantas que estão em um jardim, terraço ou pátio, que são mais afetadas pelas mudanças de estação.

Uma dica bem bacana para perceber se a sua planta de interiores está precisando de água ou não é fazer o teste do dedo.

Isso mesmo, você deve colocar o seu dedo dentro da terra da sua planta e, se esta estiver seca é sinal de que a sua planta necessita de ser regada.

>> Saiba mais: As plantas certas: saiba quais são e onde colocar

Suas plantas de interiores precisam de arejamento!

plantas de interiores prego e martelo vaso

Certifique-se de que o solo para suas plantas seja leve e bem arejado, para evitar acúmulos de água que possam causar o apodrecimento da planta.

Na base, antes do substrato, coloque sempre brita para evitar acúmulo de água.

E a propósito, os potes devem ter pires que coletam o excesso de água (que sai pelos orifícios de drenagem).

>> Saiba mais: Alerta: lindas e tóxicas

Plantas de interiores demandam um cuidado especial com as folhas.

plantas de interiores prego e martelo folhas

Sim você deve limpar regularmente as folhas das suas plantas de interiores, para que estas se mantenham saudáveis.

E não é nada complicado de se fazer, para executar este procedimento adequadamente, basta usar um pano umedecido com água e pulverizar com água após a remoção do pó das mesmas.

Obviamente que há plantas e plantas e o ideal é que você tenha um conhecimento prévio dos cuidados que a planta de interior que você possui demanda.

>> Saiba mais: Onde não colocar as plantas que atraem dinheiro, de acordo com o Feng Shui.

Plantas de interiores: fique de olho nas mudanças de temperatura.

plantas de interiores prego e martelo luz

Como seres vivos que são, as plantas são sensíveis a mudanças bruscas de temperatura e correntes de ar, então mais uma vez teremos que prestar atenção para encontrar a localização perfeita longe de fontes de frio ou calor (como condicionadores de ar ou radiadores) e locais onde o ar não circula constantemente.

Falta de umidade ambiental também é algo crítico para plantas de interiores.

Muitas plantas de interiores que nos fazem apaixonar e decorar a nossa casa são variedades tropicais, que no seu habitat natural têm elevada umidade ambiente, algo que não podemos simular em casa, mas podemos dentro das devidas proporções, corrigir de certa forma.

Por exemplo, você pode borrifar com água as folhas de suas plantas, se elas tiverem flores, é melhor focar apenas as folhas.

>> Saiba mais: Como a decoração pode ajudar a ativar os seus 5 sentidos no dia a dia?

Transplante de vaso: um procedimento delicado para plantas de interiores.

plantas de interiores prego e martelo vasinho

Dependendo da taxa de crescimento da sua planta de interior, terá de transplantá-la com certa frequência para outro vaso, caso contrário, as raízes ficarão apertadas e prejudicaremos a saúde de nossos espécimes.

Você pode não fazer nada em relação a isso? Bem, até pode, mas se nada fizer, as raízes acabarão crescendo em círculo ao longo das paredes do vaso e o crescimento aéreo da planta será menor.

Claro, você também não deve exagerar no tamanho do novo recipiente, porque se a planta tiver muito solo, ela não concentrará seus esforços no crescimento.

A propósito, plantas maiores têm mais problemas com o transplante, então tome muito cuidado para que elas não entrem em choque após a mudança para o novo vaso.

E selecione a melhor época do ano para fazê-lo, que em muitos casos é a primavera.

>> Saiba mais: 5 dicas para montar a sua varanda gourmet!

Planta de interiores também amam um bom adubo.

plantas de interiores prego e martelo adubo

Não espere ver as suas plantas murchas para lhes fornecer os nutrientes, tão essenciais para que não se esgotem as reservas no substrato.

Encontre o tipo de fertilizante certo para elas (mais rico em nitrogênio, potássio, fósforo...).

Você pode adicioná-lo à água de irrigação para facilitar a administração.

Com que frequência? Nem todo o ano nem em cada abastecimento de água, como regra geral na sua época de crescimento e/ou floração com uma regularidade quinzenal.

Outro conselho: é fundamental não fertilizar demais a planta, pois as consequências podem ser desagradáveis.

Exageros nunca são bons, até mesmo nisso.

>> Saiba mais: Decoração de interiores em prol da felicidade

Crie seu micro bioma agrupando diferentes plantas de interiores.

plantas de interiores prego e martelo biominha

Você não conhece os benefícios de agrupar plantas de interior?

Bem, além de obter uma estética invejável, a razão pela qual várias plantas são frequentemente reunidas é que seus cuidados se tornam mais facilitados e entre elas criam seu próprio microclima, aumentam a umidade e, assim, ajudam a evitar a perda de água.

Claro que o segredo é reunir plantas que se desenvolvem em condições semelhantes de luz e irrigação.

>> Saiba mais: 8 dicas para aplicar o Feng Shui no home office e ganhar produtividade.

Observe os sinais que a sua planta de interiores dá.

plantas de interiores prego e martelo reacao

A última orientação é que você esteja atento aos sintomas que suas plantas podem apresentar diante de pragas, doenças ou os problemas mais comuns que costumam sofrer dentro de casa: falta de luz e fertilizantes e excesso de rega.

Curtiu as dicas? Cuidar de plantas pode ser uma atividade muito gratificante, prazerosa e trazer muita beleza e aquele toque natural para o seu dia a dia tão corrido e a decoração de sua casa.