0
Seu carrinho está vazio :(
Dicas

Círculo cromático: sem medo de errar na escolha das cores

Publicado em 03.06.2021 |
2.222 visualizações

Ele pode te ajudar e dar o tom da sua decoração com as combinações adequadas.

circulo 3

O círculo cromático é baseado nas três cores primárias: azul, vermelho e amarelo, dispostas na mesma distância em um círculo. Entre elas estão as cores secundárias: verde, laranja e violeta e depois as chamadas cores terciárias, cada etapa sendo formada pelos resultados de combinações das anteriores.

Leia também: Como escolher as cores da sua parede?

Vermelho no Feng Shui: saiba como usar essa cor para atrair dinheiro

circulo

UM POUCO DE HISTÓRIA

A primeira visão de um conjunto de dados que levaria à criação de uma teoria das cores é atribuída a ninguém menos que Leonardo da Vinci. Já por volta de 1665, Isaac Newton conseguiu através de um experimento detectar a dispersão da luz branca, que ao atravessar um prisma de vidro dá origem a outras cores. Para ele um fenômeno puramente físico, envolvendo a luz que atinge objetos e penetra nossos olhos.

Em 1810, Johann Wolfgang von Goethe, reformulou essa demonstração e lançou a teoria de que as cores provocam sensações e percepções em nossa mente através do que vimos e do modo como o nosso cérebro processa essas informações recebidas.

Em 1920, Johannes Itten, foi quem tornou o círculo cromático uma ferramenta-padrão para o ensino do design e das artes. Ele é utilizado até hoje.

VAMOS FALAR DA APLICAÇÃO DAS TÉCNICAS DE COMBINAÇÃO DE CORES

Você pode dispor desse círculo para orientar a escolha das tonalidades. Há uma série de possibilidades para essas combinações e nós vamos te explicar cada uma delas:

Tom sobre Tom ou Monocromático: 
Conceito simples: combinações utilizando uma mesma cor em variações de tonalidade. É uma escolha que traz harmonia, além de ser fácil de aplicar.

tom

Combinação Análoga:
É quando você escolhe uma cor do círculo e usa as mais próximas dela para criar as combinações. A ideia é gerar pouco contraste e essa costuma ser a forma utilizada em ambientes mais elegantes.

analogas

Combinação Complementar:
Você vai escolher cores que sejam opostas dentro do círculo, ou seja, vai criar efeitos de alto contraste. Normalmente usada em ambientes modernos e despojados, transmite sensação de informalidade, ousadia e criatividade.  Para quem tem personalidade.

complementares

Combinação Tríade:
É a que surge da utilização de três cores que estejam dentro das extremidades do círculo. Resulta sempre em fortes contrastes visuais, mas ainda de forma harmônica, já que o círculo cromático foi pensado para não perder essa qualidade em nenhuma das combinações. São combinações ousadas e criativas e quanto mais cor, mais casual e descontraído vai ficar o ambiente. 

triada

Cores neutras ou acromáticas:
Clássico. As cores neutras são preto, branco e tons de cinza. Essas cores devem ser incluídas na sua paleta como um alívio na decoração. São ótimos fundos para destacar outras cores que você queira usar.

circulo

Essas dicas não deixam muito espaço para dúvidas, já que fazendo a combinação dentro dessa técnica, dificilmente você vai errar.

Isso porque o círculo foi projetado de forma a não permitir junção de cores que não fiquem bem quando combinadas. Ou seja, sabendo usar da forma correta, você tem um grande aliado para criar o efeito que quiser, da melhor forma possível.

Gostou da dica? Já usou o círculo cromático para definir sua decoração?

Sobre cores: Cromoterapia: saiba o que é e como usar na decoração

Depois de escolher as combinações confira os vários acessórios em todas as cores no site www.pregoemartelo.com.br

Texto: Adriele Nardelli - jornalista e redatora Prego e Martelo

Prego e Martelo e os cookies: a gente usa cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.