0
Seu carrinho está vazio :(
Dicas

Combinação de cores na decoração, sem mistérios.

Publicado em 18.02.2020 | comentários
250 visualizações

Decorar um ambiente, quer seja sua moradia, quer seja seu local de trabalho, nem sempre é uma tarefa fácil. Afinal os ambientes além de funcionais, devem ser também muito bonitos e proporcionar o máximo conforto e aconchego.

E entre os diversos itens a serem planejados, as cores que comporão todos os ambientes são, sem sombra de dúvidas, um verdadeiro pesadelo para muitas pessoas.

Uma responsabilidade e tanto, pois, não se trata de simplesmente escolher a esmo, de qualquer jeito, uma vez que as cores entre outras coisas, influenciam no humor, refletem nossa personalidade e dão vida a qualquer ambiente quando usadas na decoração.

Misturas inesperadas como amarelo e turquesa, por exemplo, funcionam muito bem nas revistas de arquitetura e interiores.

Mas como acertar o tom dentro de casa? Uma escolha errada de cores pode até diminuir o tamanho do seu espaço. Aprenda a combinar cores com as dicas que a Prego e Martelo preparou e inspire-se.

>> Saiba mais: Ala-la-ô ô ô ô ô: dicas para decorar a casa no Carnaval!

1. Um é pouco, dois é bom, três? É ótimo.

60 30 10

Três significa algo pra você? Pois saiba que quando se trata de cores na decoração aqui você tem o número mágico que governará a combinação de cores nos seus ambientes. Contanto que você queira misturar, é claro.

Com dois tons, você acabaria ficando entediada(o) e com quatro estaria abusando e talvez até exagerando.

Um trio cromático trará riqueza e equilíbrio para sua casa, especialmente quando você se deixar levar pelas seguintes porcentagens: 60%, 30% e 10%.

Deve haver um tom neutro (60%) que domine quase todo o interior, suportado pela presença de uma cor secundária (30%) que atua como contraste.

Tudo isso coberto por uma pequena pincelada (10%) que atua como uma explosão isolada. A distribuição perfeita.

Na prática implica no seguinte: a maior porção deve corresponder às paredes, a porção seguinte aos estofados e tapeçarias, e os acessórios e pequenos itens à menor porção, como almofadas, capas de almofadas, quadros. Assim, não tem como errar!

>> Saiba mais: Tendências de decoração de quarto de bebê para 2020!

2. A combinação de cores.

combinacao cores prego e martelo

Mas você ainda não sabe como combinar, certo? Não se preocupe; Algum dia você teve que começar.

Confira a roda de cores para descobrir quais tons combinam bem; que formam triângulos amorosos do que nos melhores romances.

O segredo é encontrar um protagonista para misturá-lo com os outros. Paredes, móveis, objetos de decoração... Cada família pode receber uma cor.

Você sabe quais são os tons que combinam bem um com o outro? Anota aí que aí vai uma pequena aula de composição cromática:

  • O branco com o bege, azul claro, azul marinho e amarelo.
  • O cinza com o rosa, azul, amarelo e verde.
  • O preto com o branco e vermelho.
  • Amarelo com vermelho, azul, azul claro, preto, verde, cinza e branco.
  • O azul com o cor de madeira e lacado branco.
  • Verde com vermelho, tons de azul, rosa e tons de marrom.
  • A rosa com o branco e violeta.
  • O vermelho com o branco, ouro, azul, verde e preto.

É verdade que os problemas geralmente surgem quando você já possui seus próprios móveis.

Ou seja: quando tudo o que você pode fazer é pintar as paredes de uma determinada cor para acomodar os móveis que você já possui. Bem, não há nada a temer.

Suas cadeiras, mesas e sofás são muito escuros? Então vamos pelo mais óbvio: opte por tons mais claros nas paredes da sua casa.

Agora se pelo contrário, a cor dos móveis é mais suave que a pele de um bebê? Não hesite: escolha cores de tons mais fortes para suas paredes. É simples ou não é?

>> Saiba mais: Nas cores da estação: dicas para uma decoração de verão perfeita e barata!

3. Cores complementares.

complementares pregoe martelo

Usaremos um ditado popular para ilustrar o que iremos sugerir: os opostos se atraem, não se atraem?

Na verdade eles se complementam. Portanto, o mesmo acontece na decoração de cores.

Você escolhe dois tons localizados em lados opostos da paleta e verá como eles combinam bem. Eles parecerão feitos um para o outro.

Na prática as cores complementares são as que estão em lados opostos no círculo, como laranja e azul, vermelho e verde, e amarelo e roxo.

Por mais que pareçam uma opção incomum, na prática elas ornam bem, pois mesclam tons quentes e frios nas composições. Você irá se surpreender!

>> Saiba mais: Dicas para Usar e Abusar dos Quadros na Decoração

4. Estética monocromática.

decoracao mono pinterest

Também é possível que você esteja apaixonado por uma tonalidade e não queira saber mais nada sobre o resto. Está ok e não há nada de errado nisso!

Por exemplo: imagine por um momento que você é obcecad(a)o pelo azul, que na sua cabeça o mundo é concebido como se você vivesse no céu.

Azul como filosofia, como modo de vida. Ok: bem, você deve saber que existe uma solução para que sua casa se pareça com sua variedade de cores favorita sem ser avassaladora.

Você sabe como fazer isso? Bem, selecione seu tom favorito e adicione nuances da mesma cor, mas em intensidades diferentes.

Então você pode criar uma combinação que nasce da mesma raiz. A dica é apostar em peças com tons de preto ou branco para realçar, como almofadas, telas decorativas, criando uma atmosfera mais harmônica.

>> Saiba mais: Guia definitivo para você escolher a capa de almofada perfeita.

5. Cores semelhantes ou análogas.

cores analogas

A regra é clara: usamos uma cor primária e suas duas colorações vizinhas na Roda das Cores.

É preferível escolher o tom mais claro como dominante, enquanto os outros funcionam como detalhes.

Para evitar que o local fique muito carregado, aposte em pequenos itens decorativos neutros. Assim, você encontrará um equilíbrio perfeito.

>> Saiba mais: Dicas para Decoração de Sala de Estar Pequena

Pra finalizar, a influência da iluminação nas cores.

luz led cor prego e martelo

A iluminação altera a aparência das cores. No caso da luz natural, ela é mais alaranjada no período da tarde e isso querendo ou não, acrescenta uma tonalidade sobre os materiais sobre os quais ela incide.

Além de modificar a nossa percepção das cores, a iluminação pode provocar a ilusão de que os espaços são maiores ou menores do que realmente o são.

Ambientes em que predominam cores que absorvem bastante luz, como o preto, exigem iluminação mais intensa do que os com superfícies em cores mais claras.

Um lustre com foco voltado para o teto em tonalidade clara transmite a sensação de que o local é mais alto, enquanto o foco para o piso diminui ilusoriamente a altura de um pé direito muito alto e assim, deixa o ambiente mais aconchegante.

Uma nova tendência também tem permitido a troca de cores dos ambientes através da tecnologia LED, que combina dinamismo e sustentabilidade para aplicação de efeitos cromáticos nos mais variados espaços.

Nesse caso, a atenção se volta para as escalas RGB (cores aditivas) no momento de escolha entre lâmpadas em tonalidades mais frias ou mais quentes.

E aí, o que você está esperando para sua casa irradiar mais alegria em todos os cantos com as cores que você mais ama?

Na Prego e Martelo, você encontra produtos decorativos nos mais variados tons, um verdadeiro Carnaval de Cores. Vai lá conferir! ;)

Comentários