0
Seu carrinho está vazio :(
Tendências

Decoração de estilo minimalista: muito além do “menos é mais”.

Publicado em 28.10.2020 | comentários
23 visualizações

O estilo minimalista veio pra ficar e é extremamente apaixonante.

Características neutras, poucas cores, o famoso “menos é mais” já estão na boca do povo.

Porém, o estilo minimalista vai um pouco além dessa definição e cabe neste artigo esmiuçar essa tendência e como começar a usar o minimalismo a seu favor e ter uma casa mais leve, bonita e moderna.

Mas em primeiro lugar, temos que definir o que é conhecido como estilo minimalista.

E é que o minimalismo é uma tendência e corrente artística que remete a uma máxima desde o aspecto do design de interiores, que nada mais é do que decorar com o mínimo de elementos básicos e possíveis para ganhar funcionalidade e sobriedade no espaço.

A ornamentação (móveis, quadros, telas, placas, pinturas, etc) está no fundo visual e os elementos arquitetônicos são os protagonistas da decoração minimalista.

Essa tendência se baseia justamente nesse conceito.

No fato de aproveitar todo o espaço de um ambiente e, para isso, o mesmo não pode ser saturado com um excesso de elementos como mesas, móveis ou cadeiras.

Somente o que é considerado estritamente necessário e básico é permitido.

Esse movimento teve sua origem nos Estados Unidos na década de 60.

No entanto, seu auge viria mais tarde, na década de 70, quando começou a se fundir com o que se conhece como pop art e chegou à Europa pelas mãos dos artistas mais badalados da época.

O estilo minimalista e suas ideias.

decor estilo minimalista prego e martelo

Dentro deste estilo pode-se dizer que existem três pilares fundamentais nos quais tudo irá girar em torno.

Ou seja... Como decorar em estilo minimalista?

Por um lado, temos o fato de reduzir ao máximo tudo o que tem a ver com elementos artísticos. Com isto, faz-se referência, por exemplo, aos quadros e aos elementos que estão pendurados nas paredes. É uma desmaterialização!

Os elementos decorativos que se situam sobre um móvel devem ser reduzidos ao mínimo, visto que sobrecarregam o conjunto e não se consegue aquela sensação de amplitude tão necessária neste caso.

O ambiente que se constrói deve ser útil, utilizável, simples, os acabamentos devem ser precisos e retilíneos. Pode-se dizer que o cômodo que se deseja decorar deve ser para ali conviver, para habitá-lo e não para instalar móveis.

Mas, ao mesmo tempo, não se trata apenas de "design de interiores ou decoração pura", é também uma filosofia de compreensão da sua vida em sua casa.

Nas conferências TED, com Graham Hill, ele mostra que viver com menos objetos, pode trazer alguns benefícios, dentre eles, aumentar a felicidade. Confira o vídeo aqui!

Dicas para decoração minimalista.

decoracao estilo minimalista prego e martelo 2

1. Antes de começar a decorar, uma prática comum dos profissionais de interiores é fazer uma revisão de autoconhecimento, perguntando-se sobre três pontos-chave:

  • Com que objetivo e finalidade o espaço será utilizado e quais atividades serão realizadas neste ambiente.
  • Como vamos aproveitar esse espaço, que atividades comuns vamos praticar.
  • Quantas pessoas participarão desse espaço. Se é um espaço para todos, se é um espaço mais privado, como um quarto, se é uma área de trabalho, etc.

E é muito conveniente fazer um pequeno esboço ou esquema dos cômodos (se possível com medidas) e ir procurando e acrescentando o que realmente é preciso, primeiro o principal e sua disposição (Exemplo; tipo de piso, móveis de banheiro ou sofá da sala de jantar ) e, posteriormente, os elementos menos essenciais.

2. Se pretende decorar uma casa, uma boa ideia seria começar pela sala e ir subindo para os cômodos restantes.

Tenha em atenção que a sala é o local onde as pessoas passam mais tempo e por isso é aquele que necessita de mais atenção.

3. Em qualquer ambiente deve-se tentar por todos os meios eliminar aqueles elementos que só servem de ornamentação.

O espaço é vital e cada canto dele deve ser conquistado. Sobriedade, ordem e destaque nos detalhes arquitetônicos são as dicas para um bom design de interiores na tendência do menos é mais.

4. Nas cozinhas minimalistas modernas, a estética deve ser priorizada e fundida com a funcionalidade.

Espaços limpos, com o mínimo de objetos, com cores claras, de preferência o branco e seus tons em móveis e armários, e sem ornamentação.

Um bom conselho para cozinhas, no caso de banquinhos ou cadeiras de cozinha é melhor usar materiais crus, como madeira ou aço e se possível, sem apoios para as costas.

Na verdade, são dicas que otimizam o espaço aumentando a funcionalidade e a finalidade, que é cozinhar.

5. Se procuramos um banheiro minimalista, o ideal é ter paredes lisas sem ladrilhos ou azulejos, caso não o possamos, devemos utilizar ladrilhos grandes que reduzam as juntas.

No caso do piso, evite utilizar revestimentos que tenham juntas para dar uma sensação de continuidade ao mesmo estilo das paredes.

Embora se for utilizada madeira - o parquete é ideal para aportar aquela sensação de calor no banheiro.

Cores claras em móveis e os materiais, devem ser nobres, madeira, aço ou mesmo vidro se falamos dos menores objetos como sabonetes ou toalheiros e sempre móveis de linhas retas.

Cores no estilo minimalista.

minimalista decor cor prego e martelo

6. Quanto às cores, dentro dos conselhos de estilo minimalista recomenda-se sempre que sejam escolhidas cores monocromáticas, ou seja, tons que não sejam muito diferentes entre si.

Caso contrário, se cometeria o erro de criar um espaço com muitos contrastes e portanto, muito estridente, que também não faria outra coisa senão dar a sensação de estar num espaço muito pequeno e fora do estilo do estilo minimalista.

7. Para decorar pequenas divisões com cores, deve-se ter em conta um ponto, se os tetos forem baixos devem ser pintados em cores claras, de preferência branco, para dar uma sensação de amplitude ao local.

8. Para decorar grandes divisões com tetos altos devemos dar um visual mais coerente ao espaço, por isso vamos pintar o teto com duas tonalidades mais escuras que as paredes. Um efeito visual que favorece perfeitamente o cômodo!

Mobília no estilo minimalista.

poltrona barcelona prego e martelo

9. No que diz respeito aos móveis na decoração minimalista, deve ser incentivado, como bem vimos ao longo deste texto, o uso de móveis com um desenho de linhas retas.

Com planos básicos e sem ornamentação, e com acabamentos perfeccionistas e detalhes baseados na simplicidade, mas ao mesmo tempo na utilidade.

Os materiais recomendados para o mobiliário de estilo minimalista são o aço ou madeira (materiais nobres).

Pois transmitem um sentimento de sobriedade muito interessante ao estilo.

Suas superfícies devem ser lisas e com linhas retas e geométricas, como já foi comentado e a sensação de espaço deve ser predominante no ambiente.

Há uma frase que atribuem a Leonardo da Vinci que diz quea “Simplicidade é o máximo de sofisticação”.

É preciso reconhecer que há peças de mobiliário que seguem a linha minimalista e mesmo após 80 anos de sua chegada, não perderam um pingo de atualidade.

Como é o caso da cadeira Barcelona do arquiteto Mies van der Rohe.

10. Geralmente os móveis são de baixa altura e devem ser usados preferencialmente com tons que podem ser crus ou claros.

Uma dica é usar móveis retangulares se o cômodo for pequeno, a perspectiva de comprimento e largura, se o cômodo for grande, devemos usar móveis quadrados para reduzirmos a sensação de profundidade.

11. Um toque de vidro pode ser útil, já que proporciona aquela sutileza de transparência e pode ser levado como um fio condutor que conecta todos os elementos do local.

Têxteis e tecidos.

quarto minimalista prego e martelo

12. Devemos destacar os tecidos que são utilizados para estofar um sofá ou almofadas, um conjunto de cadeiras ou cortinas.

Nesse caso, os tecidos devem ter cores no mesmo estilo do resto do conjunto. A sensação de tranquilidade e relaxamento deve ser intensificada, portanto, os estampados, em tese, devem ser evitados.

Na verdade, se você puder viver sem cortinas, melhor!

13. Para finalizar, é preciso dizer sem receio de errar que se trata de um estilo realmente económico, moderno e vanguardista ao mesmo tempo.

Um estilo que ensina a buscar a valorização e destaque daquilo que é essencial ao dia a dia.

Gostou?

Sabia que na Prego e Martelo temos uma linha de produtos voltados exclusivamente para o estilo minimalista e com todos esses itens aí, você conseguirá criar uma decoração minimalista pra lá de linda. Vai lá. ♥

Comentários

Prego e Martelo e os cookies: a gente usa cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.