Icon Favoritos
Seu carrinho está vazio :(
Dicas

5 dicas para comprar seu primeiro imóvel

Publicado em 11.02.2022 |
Visualizacoes
150 visualizações

O que saber antes de sair procurando um lar para chamar de seu

como decorar a casa nova

Ah, o sonho da casa própria!! Ter o seu cantinho, um espaço com a sua cara e onde você vai receber todas as pessoas que são importantes na sua vida. É gostoso demais, né! Mas, muitas vezes esse sonho vira pesadelo por descuido e você acaba em um imóvel que não era bem o que tinha imaginado.

Não é uma missão fácil essa de escolher um lar para chamar de seu. Pensando nisso, separamos dicas de especialistas que vão te ajudar a evitar dores de cabeça nesse momento que deve ser especial e não estressante.

Leia também: 5 dicas para organizar quartos de criança 

Portas de cômodos: o que diz o Feng Shui

Anota aí:

1 – PREPARAÇÃO É ESSENCIAL

casal planejando apartamento novo

Vai sair à caça do imóvel perfeito? Comece pelo planejamento. Isso é regra para qualquer movimentação que envolva casas, aliás: compra, venda, reforma ou decoração. Tudo começa obrigatoriamente com um bom planejamento.

Você tem dinheiro que chega? Vai conseguir pagar o financiamento? O imóvel fica em localização compatível com a sua vida? Parece óbvio fazer todas essas perguntas, eu sei. Mas muita gente acaba ficando deslumbrada com algum apê que parece ideal e acaba esquecendo que, a longo prazo, algumas coisas podem acabar virando um problema.

Por exemplo: se o imóvel ficar longe demais do seu trabalho, os gastos com gasolina devem ser somados às parcelas do financiamento para não apertar depois.

planejamento financeiro é muito importante. Lembre que, além do valor do imóvel em si, há uma série de taxas e impostos que precisarão ser pagos para que ele seja seu de fato.

2 – DEFINA SUAS PRIORIDADES

investir em imovel

Busca assertiva tem sempre uma lista de prioridades na equação. Você precisa saber o que quer, o que não quer e o que não tem como encaixar na sua vida. O perfil do imóvel deve ser definido antes mesmo de começar a procura e com o máximo possível de detalhes. Vai fazer a diferença se pintar aquela dúvida durante a visitação.

Quantos quartos preciso hoje ou posso precisar no futuro? Quero varanda? Preciso de churrasqueira? Casa ou apê? E isso não inclui apenas seu momento atual, mas todo o seu planejamento de vida: se hoje é solteiro precisa ter definido se planeja casar e ter filhos, por exemplo. A menos que você decida depois trocar de imóvel, mas parta sempre do princípio de que aquele será seu espaço por um bom tempo ou talvez até para sempre.

3 – DEFINA UM VALOR

Ser realista é muito importante na hora de investir em uma compra tão importante. Você precisa ter bem definido o quanto pode pagar pelo imóvel. Nem perca seu tempo visitando espaços que não fiquem dentro ou minimamente próximos desse limite. Vai gerar frustração ou uma compra por impulso que você não terá como bancar.

original 4f410f8ee75d01e851c43b0333b4a785 1024x680

Faça contas minuciosas. Pense em tudo que o futuro pode trazer de despesas. O valor que será financiado precisa caber no seu bolso por um bom tempo, portanto, uma margem de segurança para novos gastos é  boa ideia. E, claro, analisar gastos extras, como taxas de condomínio, IPTU e outros impostos que serão também despesas regulares.

Também é bom estar informado, analisar quanto costumam valer os imóveis na região pretendida para depois saber se o valor pedido está de acordo com a média.

4 – ATENÇÃO PARA A DOCUMENTAÇÃO

Também importante para evitar dores de cabeças desnecessárias. Você sabe, né, essas coisas costumam dar um trabalhão.

investir imoveis e1435337612663

A documentação varia de acordo com a forma de pagamento, então atente para esse detalhe. Além disso fique de olho se os impostos estão em dia, se há algum tipo de problema legal envolvendo o imóvel e outras coisas relevantes. O ideal é ter acompanhamento de um advogado ou agente imobiliário para toda essa parte legal.

5 – PERGUNTE SEMPRE

Não tenha vergonha de tirar dúvidas sobre seu primeiro imóvel. Não importa o quanto ela parece boba, toda pergunta pode te trazer uma informação crucial para a negociação. Visite o bairro, a rua, vá em horários distintos e veja se é o que você imaginava. Por exemplo, se o lugar é muito barulhento em algum momento do dia em que você gosta de ficar em paz. Converse com a vizinhança.

Fale também com os proprietários, tente entender o motivo de estarem se mudando. Pergunte sobre as condições do imóvel, veja se tem luz natural suficiente, se já passou por obras ou se precisa de algum reparo mais imediato. Se informe sobre restrições e possíveis regras de condomínio. Peça documentação de qualquer detalhe que você quiser comprovar mais a fundo. Não tenha medo de se informar, essa é a hora.

design sem nome 19 1250x625

Viu só? São pequenas observações que parecem bem óbvias, mas muita gente acaba esquecendo. É que na hora dessa procura ficamos extasiados com as possibilidade e isso é maravilhoso, mas também pode causar problemas. Se formos resumir aqui nossas dicas em uma palavra, com certeza é "planejamento". Pense antes para não se arrepender depois.

Texto: Adriele Nardelli - jornalista e redatora Prego e Martelo